Um blog do Travellerspoint

Minha experiência no Heineken Experience

rain 7 °C

Durante nossa estadia em Amsterdã passamos pelo museu da Heineken.
Como não tenho o mínimo interesse sobre o assunto, perguntei ao mais interessado, Lucas, sobre o que teria lá dentro. A resposta foi "é muito doido!" seguido de um "mas eu não sei o que tem lá dentro". Bom, esse foi meu primeiro grande espanto e quase desisti de visitar. Entretanto, a Heineken tem um forte marketing e acabei aceitando em continuar o passeio, por curiosidade.

Ao entrar no hall haviam duas filas macarrônicas. Uma para guardar o casaco e outra para comprar o ingresso. Ignoramos a do casaco, afinal, não poderia estar tão quente lá dentro (ledo engano).
O cara da bilheteria era o vendedor de ingressos mais frenético de todo o mundo. Ele parecia estar dançando e com vontade de ir ao banheiro ao mesmo tempo. Além de repetir tudo o que eu disse em formato de musica trance.

DSC00249.jpg

O início do museu, também conhecido como a parte mais chata, tem só papel. É carta de agora-ou-nunca, certificado de sei lá o que de cerveja, documentos que mais parecem terem sido escritos pela equipe de marketing de hoje para dar um charme na história. Tinham vários prêmios. Mas nada impressionante, afinal essa coisa já existe a muito tempo, dá tempo de sobra para ganhar vários prêmios.

DSC00255.jpg

Tinham fotos de pessoas em alta resolução... ai eu viro e pergunto para vc leitor, em 1888 tinham quais modelos de camera HD?
Ahn! Tinha um avental! Um avental! Mas por que diabos teria um avental lá?

Vamos pular essa parte mais chata do museu, né. Vamos para a parte chata agora.
Passando por um vídeo estranho de uma pessoa da família Heineken e de uma japinha que "falava" todas as línguas, chegamos uma pseudo-fábrica. Tinham vários tonéis gigantes e sem carisma. Alguns tinham um video sem sentido passando dentro dele.

DSC00283.jpg

Assim chega a primeira parte mais marcante do museu. A prova do "wort". Na minha opinião eles escreveram errado, deveria ser "worst". Pois simplesmente é a pior coisa do mundo. Eu cogitei lamber o chão para ver se melhorava o gosto. Essa parte foi literalmente marcante porque simplesmente o gosto fico marcado na boca o percurso todo.
Seguindo o trajeto, saimos da pseudo-fábrica e vamos parar num estábulo, com cavalos e cocôs de verdade (até ai eu achava que aquele cheirinho vinha do wort).

DSC00299.jpg

Após o estábulo uma mulher vira e grita "Quem está preparado para virar uma cerveja?!". É, isso mesmo, o próximo estagio era um cinema 4D (por falta de um nome melhor). A atração era composta de uma arquibancada vibratória, esguichos falhos de água, bolhas de sabão para sujar seu óculos seguido de um aquecedor instantâneo para ficar ainda mais difícil de lavar depois.

A próxima sala tinham 8 telões arranjados como um octágono. Era a mesma coisa que nada, afinal não dava para ver nada quando vc tem que ficar girando. Podia ser essa a estratégia deles. Deixar vc tonto, para que quando fosse fazer a degustação da cerveja, na próxima sala, vc não percebesse que aquilo é uma bosta.

Então chegamos ao momento "whatever" do museu. Era um complexo de salas tocas com qualquer-coisa-com-o-símbolo-da-Heineken.

DSC00314.jpg

Mas uma dessas salas me marcou profundamente. Lá, sentei na melhor poltrona do universo e inclusive de suas zonas paralelas. Provavelmente foi onde Newton criou uma de suas leis ("qualquer corpo em repouso tende a permanecer sentado nessa poltrona").

DSC00334.jpg

Não vou entrar em detalhes, mas tinham o pebolin/totó mais longo que eu já vi. Dava para jogar umas 200 pessoas ao mesmo tempo (no mesmo jogo).

DSC00347.jpg

Após um lugar para vc comprar uma garrafa com seu nomezinho e mais salas tocas com qualquer-coisa-com-o-símbolo-da-Heineken chegamos a um bar, que vc podia trocar uma coisinha redonda que veio junto com o ingresso, por, adivinha, cerveja. Mas algum santo do marketing lembro de mim e tinha também a opção de refrigerante. Afinal ainda estava com o gosto de merda worst wort na boca.

DSC00359.jpg

E o museu chega ao fim com uma lojinha vendendo qualquer-coisa-com-o-símbolo-da-Heineken.

Ass.
(ainda com pavor do wort)
Tiago

Publicado por lmguimarae 14:35 Arquivado em Holanda

Envie por email este textoFacebookStumbleUpon

Índice

Comentários

voce estava em um museu sobre uma marca de CERVEJA, e nao bebeu cerveja.... tsi tsi tsi.

o wort é a ALMA da cerveja vei!

o menezao deveria ter direito a uma replica desse post!

por Mário

Nussa Tiago destruiu com o museu!!! Concordo com o Mário! O Menezão deveria ter direito a replica deste post!!! Deve sair algo mais positivo!!! xD

por Nanda

Comments on this blog entry are now closed to non-Travellerspoint members. You can still leave a comment if you are a member of Travellerspoint.

Informe abaixo os detalhes da sua conta no Travellerspoint

( O que é isso? )

Se você não é ainda um membro do Travellerspoint, inscreva-se grátis.

Inscreva-se no Travellerspoint